Perguntas frequentes

1. Posso visitar o Senado Federal e a Câmara dos Deputados presencialmente?

Não. O Senado Federal e a Câmara dos Deputados oferecem visitas técnicas e temáticas especiais, na modalidade presencial. Esse serviço está suspenso por tempo indeterminado devido à pandemia do novo coronavírus.

2. O Senado federal oferece visita virtual guiada durante a pandemia?

Sim. A Visita Guiada ao Senado Federal está de cara nova. Oferecida na modalidade remota, pode ser realizada virtualmente em tempo real. Você participará de um tour virtual bem interativo com vídeos, quizzes, fotos e, claro, passeando por espaços do Palácio com muita História, Arte, Arquitetura e conhecimentos gerais. Saiba mais.

3. Como posso participar da Visita Virtual guiada, remotamente em tempo real?

Após realizar o agendamento aqui , você receberá, por e-mail, o link para acesso à Visita. Por isso é importante cadastrar, no agendamento, um endereço de e-mail válido. Outra coisa, a visita virtual é realizada em plataforma de videoconferência e mensagens, acessível gratuitamente por navegador de internet em diferentes dispositivos: computadores, notebooks, tabletes e celulares. Para acompanhar a Visita Virtual Guiada ao Senado Federal, você precisa estar conectado à internet a um desses dispositivos.

4. Posso obter certificado de participação na Visita?

Sim. Você participa da Visita Virtual e pode solicitar a emissão de certificado; um documento emitido por e-mail que serve, por exemplo, para comprovação de horas complementares em instituições de ensino.

5. Posso visitar o Congresso Nacional?
Sim. Tão logo o atendimento presencial aos visitantes sela normalizado. A Câmara dos Deputados e o Senado Federal realizam em conjunto visitas guiadas aos principais espaços das duas instituições. As visitas acontecem às segundas, quintas, sextas-feiras, sábados, domingos e feriados, tendo início às 9h e encerrando às 17h30, com grupos saindo a cada meia hora.  Atenção! Às terças e quartas-feiras a visita é fechada. Às quintas-feiras, somente grupos agendados com antecedência são atendidos. Eventualmente as visitas poderão ser suspensas por motivos de segurança.

6. Quanto custa o ingresso para a visita ao Congresso Nacional?

Nada! As visitas institucionais realizadas pelos monitores do Congresso Nacional são gratuitas.

7. Posso fotografar e filmar durante a visita?
Pode. O uso de máquinas fotográficas e filmadoras não-profissionais é permitido durante a visita, a não ser nos Plenários, quando há sessão.

8. Durante a minha visita, posso assistir a uma sessão do Plenário ou das Comissões?
O percurso da visita institucional ao Congresso inclui uma passagem pelos Plenários. Entretanto, é possível vir ao Palácio exclusivamente para assistir aos trabalhos dos Plenários e das Comissões, que são abertos ao público na maior parte das vezes.

9. Preciso usar traje social para assistir a uma reunião do Plenário ou das Comissões?
O Ato Conjunto dos Presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal nº 5 de 2014 (está no Diário Oficial do Senado Federal, na página 13) define as regras de vestimenta no acesso ao Congresso. Não é permitida a entrada de visitante trajando shorts, bermudas, calças Capri ou Corsário, camisetas sem manga e chinelos em dias de trabalho parlamentar, sendo o uso dessas vestimentas liberado aos finais de semana e feriados.  Em algumas circunstâncias, como em sessões solenes, ou locais como a Tribuna de Honra do Plenário do Senado ou o Salão Verde da Câmara, é exigido dos homens o uso de terno e gravata. Em caso de dúvida, entre em contato.

10. Posso dar minha opinião durante os debates e votações?
Como em todos os parlamentos democráticos, não é permitido se manifestar durante os debates e votações a fim de não comprometer o andamento dos trabalhos.

11. Em algumas sessões, os Plenários ficam com poucos parlamentares. Onde eles estão nessa hora?
As sessões não deliberativas costumam ser mais vazias pois a presença dos parlamentares não é obrigatória nessas sessões. Também vale lembrar que o trabalho parlamentar prevê o atendimento nos gabinetes a lideranças e cidadãos; a participação em seminários e audiências públicas para debater temas de interesse nacional; a participação em entrevistas e encontros nacionais e internacionais diversos; a atuação nas comissões permanentes, especiais e temporárias. Os parlamentares também costumam acompanhar lideranças sindicais e empresariais, governadores, prefeitos ou vereadores em visitas aos ministérios em busca de projetos e recursos para as suas regiões. Quando eles não se encontram nos plenários estão em outras atividades parlamentares como as listadas.

12. Queria acompanhar o trabalho do parlamentar que elegi quando eu visitar o Congresso Nacional. É possível?
Sua visita não necessariamente coincidirá com o momento em que o parlamentar estiver em Plenário. Lembre-se, o trabalho dele não se resume apenas ao Plenário. No site da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, você poderá acessar  informações sobre a atuação do seu deputado e/ou senador, tais como sua presença no Plenário e nas Comissões; como ele votou em cada proposição; a íntegra de seus discursos; os projetos que apresentou, etc.

13. Outro dia, vi na TV o Plenário da Câmara cheio e muitos parlamentares em pé. Por que isso acontece?
O Plenário tem capacidade para 396 pessoas sentadas, número menor do que o de deputados (513). Assim, quando há um debate mais acirrado, votação nominal ou até mesmo sessões conjuntas com a presença de deputados e senadores, o recinto acaba ficando muito cheio. Mas isso não prejudica as votações: o sistema eletrônico é rápido, permitindo que os parlamentares votem e logo deem lugar aos colegas.

14. Há restaurantes e lanchonetes no Congresso? São abertos ao público?
Em dias úteis há a possibilidade de acesso na Câmara e no Senado aos restaurantes e lanchonetes que são abertos ao público em geral. Porém, para frequentá-los o visitante deverá se identificar na portaria de uma das Casas.

15. Soube que a Câmara dos Deputados e o Senado Federal promovem seminários, exposições, lançamentos de livros e vários outros eventos. Eles são abertos ao público?
Sim, desde que o visitante se identifique em uma das portarias da respectiva instituição, e informe o evento e o local de destino.

16. Quanto tempo dura a visita?
A visita é planejada para durar aproximadamente 1 hora, mas o tempo pode ser uma pouco mais extenso ou menos extenso a depender de alguns fatores extras como quantidade de perguntas, presença de pessoas com dificuldade de locomoção e até mesmo interação dos visitantes com o percurso, parlamentares e monitores. Em dias de maior movimento, para possibilitar atendimento a todos os interessados, o tempo e percurso poderão ser reduzidos.

17. O que verei no percurso da visita ao Congresso Nacional?
Cada dia possui um roteiro diferente. Espaços como o Salão Negro, os Salões Nobres, os Plenários, os Salões Azul e Verde, o Túnel do Tempo, a Chapelaria estão entre os locais contemplados no roteiro completo. Nos feriados e finais de semana, comumente visitam-se os Gabinetes dos Presidentes. Lembre-se que alterações podem ocorrer sem aviso prévio.

18. Posso realizar a visitação sem acompanhamento do guia?
O visitante não poderá ficar sozinho no Congresso Nacional, a menos que esteja se dirigindo a algum gabinete, plenário, comissão ou setor específico do Palácio, após devida identificação e checagem por parte da segurança. O trabalho dos monitores é desenvolvido para garantir a segurança e o acesso dos cidadãos conforme as regras estabelecidas em conjunto pelas duas instituições.

Internacional

Como chegar

Como chegar ao Congresso Nacional

Congresso Nacional

Praça dos Três Poderes, Zona Cívico-Administrativa - Brasília - DF
CEP - 70165-900



Facebook

Praça dos Três Poderes - Brasília, DF - CEP 70160-900
Alô Senado: 0800 0 61 2211
Disque Câmara: 0800 619 619